logo da Quercus
Conferência de Bali - 2007
Conferência de Nairobi - 2006
Videos Clima no Sapo
Últimas notícias

.arquivo

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

“Uma grande conferência”

Yvo de Boer, secretário executivo da UNFCCC, Convenção das Nações Unidas para as alterações climáticas sublinhou aos jornalistas a importância desta conferência, em Poznan.

"É um grande conferência. Estão presentes 10696 participantes de 187 países membros da Convenção, 400 organizações não governamentais, 38 organizações internacionais e 789 jornalistas credenciados”, disse Yvo de Boer.

Para este alto funcionário da ONU, Poznan representa “o marco de metade do caminho de um processo negocial muito importante”.

 
“Em 2007 recebemos dois sinais muito importantes, o primeiro foi o sinal da comunidade cientifica de que são os humanos que causam as alterações climáticas e estas terão impactos devastadores se não as atacarmos, mas também possuímos a tecnologia necessária para o fazer. O segundo sinal que recebemos foi da comunidade económica internacional, especialmente do relatório Stern que avalia o impacto de um falhanço no combate às alterações climáticas como sendo equivalente ao impacto combinado das duas grandes guerras e da grande depressão”, sublinhou Boer.
 
De acordo com o secretário executivo da UNFCCC, “a questão que se coloca é se num tempo de crise económica é possível mobilizar o financiamento internacional? Esta é uma pergunta critica porque o financiamento está no coração da luta contra as alterações climáticas”.
 
“Um grande avanço em Bali foi os países em desenvolvimento terem dito estar dispostos a avançar com medidas concretas de redução das suas emissões se os países industrializados disponibilizarem financiamento e tecnologia para esses países”.
 
“Espero que aqui seja lançado, formalmente, o fundo de adaptação. Um instrumento único que fornece aos países em desenvolvimento assistência para que se adaptem aos impactos das alterações climáticas. Espero, ainda, significativos avanços no tema da transferência de tecnologia”.
 
“Espero também avanços no chamado mecanismo de desenvolvimento limpo, tornando mais ajustado às necessidades dos países em desenvolvimento e que atinja mais países. A questão da desflorestação também deve central nestas negociações”.
 

Por isso, “Poznan representa o momento desta agenda (até 2009) em que os ministros dão orientações políticas e mostram que as suas visões sobre como deve ser travada a luta contra as alterações climáticas”, concluiu.

publicado por editor às 12:33
link do post | comentar | favorito
|

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.ligações externas

.subscrever feeds

blogs SAPO